[Date Prev][Date Next] [Thread Prev][Thread Next] [Date Index] [Thread Index]

Re: [RFR] wml://webwml/portuguese/ports/hurd/hurd-cd.wml



On 12/28/05, Felipe Augusto van de Wiel (faw) <felipe@cathedrallabs.org> wrote:
> -----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
> Hash: SHA1
>
> On 12/28/2005 09:35 AM, Fred Ulisses Maranhao wrote:
> > On Tue, 27 Dec 2005 19:05:29 -0200
> > "Felipe Augusto van de Wiel (faw)" <felipe@cathedrallabs.org> wrote:
> >>      - drives poderia ser unidades, não poderia?
> >
> > feito
>
>         Fred, parece que está tudo ok. Só uma pergunta, não seria melhor
> traduzir/localizar todos os drives? E não apenas um deles? :)
>

Segue diff da revisão.

- Erros de digitação
- Sugestões de tradução/localização
- Tradução/localização do termo "boot"
- Tradução/localização de todas as instâncias do termo "drive"
- Acentuação

[]s!

--
Augusto Cezar Amaral da C Silva
--- hurd-cd.wml	2006-01-14 14:51:29.000000000 -0300
+++ acacs_hurd-cd.wml	2006-01-14 15:44:10.000000000 -0300
@@ -11,8 +11,8 @@
 <h2>Usando os CD-ROMs não-oficiais de instalação do GNU/Hurd Debian</h2>
 
 <p>Apesar de muitas pessoas darem o nome de GNU/Hurd ao sistema GNU, isto não é
-totalmente certo. O kernel é GNU mach, não o Hurd. O Hurd é uma série de
-servidores rodando sobre o microkernel, GNU mach. Ambos, o Hurd e o GNU mach
+totalmente certo. O kernel é GNU Mach, não o Hurd. O Hurd é uma série de
+servidores rodando sobre o microkernel, GNU Mach. Ambos, o Hurd e o GNU Mach
 são parte do projeto GNU, enquanto que o kernel Linux é um projeto
 independente.</p>  
 
@@ -20,7 +20,7 @@
 
 <p>Apenas as quatro primeiras de seis imagens foram lançadas para esta
 série.</p>
-<p>Uma pequena mini-imagem (<cdbasename>-mini.iso) foi construída e 
+<p>Uma pequena mini imagem (<cdbasename>-mini.iso) foi construída e 
 deve ser útil para quem quiser instalar via rede.</p>
 
 <p>baseGNU.tgz (um tarball da base do sistema GNU) foi especialmente
@@ -68,9 +68,9 @@
 reiniciado usando os pacotes desempacotados dentro do HD. Outros pacotes são
 então instalados e configurados para criar o sistema desejado.</p>
 
-<p>GNU também usa o método de instalação cruzada, isto significa que os
+<p>Como o GNU também usa o método de instalação cruzada, isto significa que os
 scripts usados para construir os CDs de instalação do GNU podem ser adaptados
-dos scripts do CD e de boot do Debian GNU/Linux de modo que o tarball
+dos scripts do CD e de inicialização do Debian GNU/Linux de modo que o tarball
 descompactado seja o GNU ao invés do GNU/Linux.</p>
 
 <p>Instalar um sistema GNU usando um jogo de cd-roms tem muitas vantagens.
@@ -84,8 +84,8 @@
 O sistema de arquivos guardando os pacotes nos CDs pode ser reorganizado para
 incorporar soluções de problemas.
 
-Apesar de uma versão de "parted" para GNU/Hurd estar disponível, algumas
-pessoas podem preferir usar o "cfdisk" GNU/Linux contida nos discos de boot.
+Apesar de uma versão do "parted" para GNU/Hurd estar disponível, algumas
+pessoas podem preferir usar o "cfdisk" GNU/Linux contida nos discos de inicialização.
 
 <li>É mais rápido, menos enlouquecedor e muitas pessoas já estão
 familiarizadas com o processo.
@@ -108,14 +108,14 @@
 </p>
 
 <ol>
-<li><p><em>Faça um disco de boot do GRUB</em>
+<li><p><em>Faça um disco de inicialização do GRUB</em>
 <p>
 O arquivo de imagem é /install/grub_0.92 no CDROM. Instale o pacote
 grub-disk, ele contém uma imagem do GRUB para disquete. Você pode 
 usar "dd" se estiver trabalhando no GNU/Linux ou rawrite se estiver no MS.</p>
 
 <li><p>Esteja certo de que você entende os metódos pelos quais o Linux, GRUB e
-Hurd nomeiam drives e partições. Você estará usando todos os três e a relação
+Hurd nomeiam unidades e partições. Você estará usando todos os três e a relação
 entre eles pode causar confusão.
 </ol>
 
@@ -123,28 +123,28 @@
 Discos IDE estão numerados em ordem, começando por hd0 para o mestre 
 primário e seu escravo hd1, seguidos pelo mestre secundário hd2 e seu 
 escravo hd3. Drives SCSI também são numerados em ordem absoluta. Eles serão 
-sempre sd0, sd1 e adiante não importando se os dois drives tem id SCSI 
-4 ou 5 ou qualquer outra. A experiência tem mostrado que drives de CD-ROM 
+sempre sd0, sd1 e adiante não importando se as duas unidades têm id SCSI 
+4 ou 5 ou qualquer outra. A experiência tem mostrado que unidades de CD-ROM 
 podem ser trabalhosos. Falaremos mais sobre isso adiante.
 
 <p>Partições Linux são sempre chamadas sn quando usando o Hurd, onde n é o
-número da partição, deste modo, a primeira partição do primeiro drive IDE será
-hda0s1, a terceira partição no segundo drive SCSI será sd1s3 e por aí vai.</p>
+número da partição, deste modo, a primeira partição da primeira unidade IDE será
+hda0s1, a terceira partição na segunda unidade SCSI será sd1s3 e por aí vai.</p>
 
-<p>Grub, por sua vez, tem outro sistema de nomeação de partições. Ele chama partições
+<p>O GRUB, por sua vez, tem outro sistema de nomeação de partições. Ele chama partições
 (hdN,n), mas desta vez, o número do disco e da partição são baseados em zero,
 e os discos estão em ordem, todos os IDE primeiro, e depois todos os SCSI.
 Desta vez, a primeira partição no primeiro IDE será (hd0,0). Para realmente
-causar confusão, (hd1,2) poderia se referir ao primeiro drive SCSI se você
-tiver apenas um drive IDE, ou poderia se referir ao segundo IDE. Então é
+causar confusão, (hd1,2) poderia se referir à primeira unidade SCSI se você
+tiver apenas uma unidade IDE, ou poderia se referir ao segundo IDE. Então é
 importante que você já tenha calculado os vários nomes de suas partições antes
 de começar.</p>
 
 <H4>Instalação</H4>
 
 <ol>
-<li><em>Dê o boot pelo CD</em>
-<p>Qualquer dos métodos para dar o boot em um CD do Debian 3.0 beta (woody)
+<li><em>Inicialize pelo CD</em>
+<p>Qualquer dos métodos para inicializar um CD do Debian 3.0 beta (woody)
 funcionará, isto é, direto do CD, do MS e de qualquer uma das imagens de 
 boot/root para disquete. 
 
@@ -155,9 +155,9 @@
 <p>
 Se você for copiar os pacotes .deb para o HD vai precisar criar outras
 partições, uma para cada CD. Já que o parted está disponível para o GNU/Hurd,
-você pode usar esta facilidade. Aproximadamente 500 Mb serão suficientes para
+você pode usar esta facilidade. Aproximadamente 500 MB serão suficientes para
 o sistema principal. Se você precisar criar outras partições, então pode achar
-mais fácil dar o boot novamente pelo CD1 e usar as ferramentas no ramdisk
+mais fácil inicializar novamente pelo CD1 e usar as ferramentas no ramdisk
 Linux para fazer isso.
 
 <li><em>Calcule os nomes no estilo GRUB e Hurd para as partições que você
@@ -174,14 +174,14 @@
 <li><em>Instale o sistema base usando "Instalar o Sistema Base" ("Install 
 the Base System").</em>
 
-<li><em>Insira um disquete do GRUB no drive e dê o boot por ele com "Reiniciar
-o sistema"</em> ("Reboot the System") (e não esqueça de resetar a bios). Aí
+<li><em>Insira um disquete do GRUB na unidade e inicialize por ele com "Reiniciar
+o sistema"</em> ("Reboot the System") (e não esqueça de resetar o bios). Aí
 está! [Primeira reinicialização]
 </ol>
 
 <p>Se a sua partição GNU/Hurd é "(hd0,0)" [Nomeclatura GRUB] e "sd0s1"
 [GNU/Hurd], o que, sendo interpretado, significa a primeira partição no
-primeiro HD, que é SCSI, e não há drives IDE, o sistema dará o boot sem
+primeiro HD, que é SCSI, e não há unidades IDE, o sistema inicializará sem
 intervenção.<br>
 
 A imagem GRUB foi preparada e agora um pouco de edição é necessário para
@@ -193,16 +193,16 @@
 <h3>Os próximos passos.</h3>
 
 <ol>
-<li><em>Depois que o sistema foi inicializado, rode ./native-install</em>.
-Reinicie o sistema usando "reboot". É IMPORTANTE observar as mensagens de boot
+<li><em>Depois que o sistema foi inicializado, execute ./native-install</em>.
+Reinicie o sistema usando "reboot". É IMPORTANTE observar as mensagens de inicialização
 e notar onde o cdrom está. [Segunda reinicialização]
 
-<li><em>Depos de reiniciar rode ./native-install uma segunda vez.</em>
+<li><em>Depois de reiniciar, execute ./native-install uma segunda vez.</em>
 Desta vez um monte de pacotes será configurado. Reinicie mais uma vez.
 [Terceira reinicialização]. Você terá agora um sistema para configurar.<br>
-Logue-se como root, "login root". 
+Entre como root, "login root". 
 
-<li><em>dê um cd /dev . Faça os dispositivos necessários.</em> Isto é, para o
+<li><em>Dê um cd /dev. Crie os dispositivos necessários.</em> Isto é, para o
 cdrom, a partição swap e outras partições do HD.
 
 <p> Ex.:
@@ -213,24 +213,24 @@
 Adicione as partições, por exemplo,<br>
 /dev/[Nome de partição Hurd ]   none    swap    sw    0       0<BR>
 /dev/[Nome de partição Hurd ]   /CD1     ext2    rw    1       1<BR>
-/dev/[  Nome de drive GNU   ]   /cdrom iso9660fs   ro,noauto  1    1</p>  
+/dev/[  Nome de unidade GNU   ]   /cdrom iso9660fs   ro,noauto  1    1</p>  
 
 <p>Hurd usa o sistema de arquivos ext2. "/CD1" é uma sugestão de ponto de 
 montagem para a partição que contém os pacotes do <cdbasename>-CD1.
 A partição swap pode ser compartilhada com Linux.</p>
 
 <li><em>Ative a swap "swapon -a".</em>
-Cheque se ele está funcionando. Usar swap é extremamente recomendado com o
+Verifique se está funcionando. Usar swap é extremamente recomendado com o
 Hurd.
 
 <li><em>Configure o tradutor que acessará o cdrom,</em> por exemplo:
 <p>
-"settrans -a /cdrom /hurd/iso9660fs /dev/[Nome de drive no Hurd]"<br>
+"settrans -a /cdrom /hurd/iso9660fs /dev/[Nome de unidade no Hurd]"<br>
 
-<li><em>Rode "/cdrom/upagrade/install.sh"</em>
+<li><em>Execute "/cdrom/upagrade/install.sh"</em>
 <p>Isto instalará os pacotes marcados como requerido, importante e padrão.</p>
 
-<li><em>Você pode querer rodar "cdrom/upgrade/gui.sh"</em>.
+<li><em>Você pode querer executar "cdrom/upgrade/gui.sh"</em>.
 <p>Isto instalará o X Window System.</p>
 
 <li><em>Outros pacotes podem ser instalados usanto "apt" ou "dselect".</em>
@@ -238,8 +238,8 @@
 dselect".</p>
 
 <li><em>Desmontando o cdrom</em>
-<p>O drive de cdrom é desmontado com "settrans -agf /cdrom"<br>
-A gaveta do drive deve então ser destravada.</p> 
+<p>A unidade de cdrom é desmontada com "settrans -agf /cdrom"<br>
+A gaveta da unidade deve então ser destravada.</p> 
 
 </ol>
 
@@ -248,4 +248,3 @@
 <p>Comentários sobre os CDs são bem-vindos.<br>
 Philip Charles, philipc@debian.org (Autor da versão original deste guia, em
 inglês.)
-

Reply to: