[Date Prev][Date Next] [Thread Prev][Thread Next] [Date Index] [Thread Index]

Re: Definindo váriaveis com o export no Linux



On Wed, 6 Dec 2006 10:27:44 -0200
Tiago Saboga <tiagosaboga@terra.com.br> wrote:

> Em Quarta 06 Dezembro 2006 08:43, Rodrigo Tavares escreveu:
> > Oi Herbert,
> >
> > Como assim de pai para filho ?
> > Se faço direto do shell, a variavel recebe um valor.

 Mais correto dizer shell e subshell.

> É o seguinte. Quando você lança um script, o bash olha a primeira linha, do
> sha-bang (#!) para ver que comando deve ser executado. No caso de um script
> do próprio bash, ele lança um novo processo (um outro bash) no qual o script
> vai ser executado. Chamamos o bash original de pai, e o novo de filho. Com o
> comando (builtin) export, o bash repassa para todos os seus filhos uma
> determinada variável. Mas não há nenhum meio direto para passar variáveis do
> filho para o pai.

 E nem indireto provavelmente. Até por questões de segurança.
Para baixo, como dizem, todo santo ajuda. Mas para que exportar
algo para fora do ambiente que lhe é permitido? Barrar uma
ação de qualquer subshell para o shell acima deve ser a solução
mais simples e eficiente.

> Para que a variável esteja configurada no seu bash, você tem que rodar os
> comandos diretamente nele, reescrevendo os comandos ou usando o comando
> source, que passa o conteúdo do arquivo para o bash que já está em execução,
> sem lançar um novo.
>
> Tiago.
>

 []

--
Herbert Parentes Fortes Neto (hpfn)
Linux user number 416100
Debian GNU/kFreeBSD (qemu)
0x9834F79E -- http://pgp.mit.edu/

Attachment: pgpwaRnzTPI78.pgp
Description: PGP signature


Reply to: