[Date Prev][Date Next] [Thread Prev][Thread Next] [Date Index] [Thread Index]

Re: Ubuntu



On 5/19/05, Carlos Henrique Júnior <chjunior@gmail.com> wrote:
> Olá! mto obrigado pela sua contribuição! mas já me deram um help aki e
> arrumei isso
>  de qualquer forma valeu!
>  Perguntei ao pessoal que me respondeu, e gostaria de perguntar a você
> também, como eu não consegui e akbei voltando pro debian (já q tava
> instalando só pra teste mesmo..) como previsto, ainda não tirei minhas
> próprias conclusões quanto ao Ubuntu... quais são as suas? você gostou?
> achou mto newbe? bom, oque eu imaginava (e ainda não pude confirmar), é que
> ele ficava entre o Debian e o Kurumim, não tão fácil qto o Kurumim, mais nem
> complexo como o Debian..... correto?
> 
> 

Com sua licença, repasso pro resto da lista, mais pessoas podem se
beneficiar dessa discussão do que apenas nós dois.

Gostei do ubuntu, detectou o hardware corretamente, o automount
funciona direitinho; como a instalação que fiz foi apenas um teste,
não brinquei com o gerenciamento de pacotes ou atualizações via web.
Uma coisa que me desgostou (mas isso é questão de gosto pessoal, não
falta de qualidade da distribuição) foi o fato de eles usarem GNOME
por padrão, fiquei um bocado perdido com ele, mas nada que um
control-alt-f2 não me pudesse trazer alívio. Eu ia formatar essa
máquina, mas coloquei para uma recepcionista aqui no meu trabalho, que
tem pouca experiência anterior com computadores, e, depois da
explicação inicial ("Para entrar, digite login e senha; para entrar na
Internet, use esse botão azul [Firefox]; para digitar seus textos, use
tal e tal aplicação"), não tive nenhum chamado de suporte, o que, como
os companheiros de lista mais calejados vão confirmar, é uma excelente
evidência pró-Ubuntu.

P.S.: não usei o kurumin extensivamente, só uma ou outra vez que
precisei recuperar alguma merda que fiz no meu Debian principal; a
versão do kurumin que usei me surpreendeu desagradavelmente me
apresentando o mc quando pedi o vi, e desde então fiquei com um pé
atrás com o kurumin, afinal, nunca antes tinha visto um Linux ou Unix
sem o vi ou alguma variação dele.



Reply to: